Notícia

Projeto Águas da Mantiqueira também está presente na educação da região

Imagem: Projeto Águas da Mantiqueira também está presente na educação da região

O Almanaque de Santo Antônio do Pinhal traz informações inéditas sobre os dados de biodiversidade e sua direta relação com a disponibilidade da água, regulação do clima, entre outros, focando no bem-estar humano e na manutenção da economia pinhalense. Escrito por Sueli Antônia Nicolau, uma estudiosa da vegetação da Serra da Mantiqueira, bióloga da conservação e taxonomista botânica, o material apresenta resultados das pesquisas desenvolvidas, desde 2017, pela equipe do Projeto Águas da Mantiqueira, e tem inspirado projetos educacionais.

Em 2019, a professora Maria Eliane Venâncio, da Escola Municipal José da Fonseca Braga de Santo Antônio do Pinhal, conheceu o Almanaque e identificou a oportunidade de trabalhar os dados inéditos junto aos alunos de 4º e 5º ano. Depois de trocar ideias com a autora, Sueli A. Nicolau, foi realizada uma palestra e a distribuição do Almanaque aos estudantes, que se dividiram em grupos e desenvolveram diversos formatos de apresentação, como performances teatrais, cartazes, jornais e propagandas, além de participarem de atividades, como piquenique para observação da biodiversidade em fragmentos de floresta.

“Cada grupo ficou responsável pela leitura e interpretação de uma parte do Almanaque. Os alunos trouxeram diversos formatos e se engajaram neste tema que realmente faz parte do dia a dia deles, pois é sobre o local onde vivem. Antes de estudar a história do Brasil e do mundo, é fundamental entender mais sobre o espaço em que vivemos”, conta a professora.

No início de 2020, Eliane decidiu trabalhar o conteúdo do Almanaque junto aos alunos 2º e 3º ano. E para adequar a linguagem, fez uma releitura do conteúdo, criando o personagem Lambarizinho. O Projeto Biodiversidade Pinhalense, abordou temas relacionados à água, à importância da mata ciliar para a fauna aquática, à vida no solo e cuidados com o lugar onde moram.

O contato direto com a autora Sueli A. Nicolau e com os temas do Almanaque despertaram não só o interesse dos estudantes, como também da professora: “Quis entender mais sobre o tema e cursei uma pós-graduação em educação ambiental, onde entendi que a educação ambiental não pode ser tratada de forma isolada e sim, atrelada à cidadania”, afirma. Pensando nisso, Eliane planeja iniciar um novo projeto em abril de 2021, o almanaque “Eu, a Natureza e o lugar onde vivo”, que será construído e trabalhado durante as aulas de ecoturismo, e terá como base o Almanaque de Santo Antônio do Pinhal.

Quer conhecer o Almanaque? Clique aqui.

Sobre o Projeto Águas da Mantiqueira

O Projeto Águas da Mantiqueira é uma parceria entre a Fundação Toyota do Brasil (FTB) e a Fundepag que consiste em um estudo do território para garantir a manutenção dos recursos hídricos, dos serviços ecossistêmicos e da vida em suas mais variadas formas. É um trabalho pioneiro de planejamento territorial para o desenvolvimento econômico e social sustentável dos municípios de Santo Antônio do Pinhal (SP) e dos municípios mineiros de Sapucaí-Mirim e Gonçalves.

A Serra da Mantiqueira é reconhecida pela Revista Science como o 8º ecossistema mais importante do mundo. As florestas, campos naturais e a fauna da maioria das espécies da Mata Atlântica, distribuídas no relevo da cordilheira, permitem a ocorrência de um clima singular e a maior concentração de água mineral em quantidade e qualidade no planeta. Esta cordilheira é a maior província de água mineral do mundo, e tem função essencial para o Sistema Cantareira, em São Paulo, que abastece diariamente mais de 5 milhões de pessoas. 

Clique aqui e saiba mais sobre o projeto.

Compartilhe essa notícia:
Autor(es) do Post
PRISCILA MAYUMI
Especialista em Comunicação
Você pode obter mais informações através do e-mail priscila.mayumi@fundepag.br